Agência de Aviação Civil do Brasil aprova o drone de asa fixa eBee X da senseFly para operações além da linha de visão (BVLOS – Beyond Visual Line of Sight)

Agência de Aviação Civil do Brasil aprova o drone de asa fixa eBee X da senseFly para operações além da linha de visão (BVLOS – Beyond Visual Line of Sight)

A senseFly, líder global em drones de mapeamento de asa fixa – em colaboração com os especialistas em engenharia e consultoria de drones da AL Drones e da empresa de geotecnologia Santiago & Cintra – anunciou que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovou a realização de voos Além da Linha de Visão (BVLOS – Beyond Visual Line of Sight) no Brasil com o drone eBee X de asa fixa da senseFly.

Aproveitando o rápido crescimento da indústria de drones comerciais, a decisão da ANAC aprova oficialmente o eBee X da senseFly para uso em futuras missões BVLOS realizadas por operadores brasileiros de drones. O drone foi homologado após demonstrar os requisitos de segurança do Regulamento ANAC RBAC-E 94 para Aeronaves Não Tripuladas, por meio de análises detalhadas de engenharia e testes de voo aprofundados. A partir de agora, todos os operadores do eBee X senseFly poderão voar BVLOS, no Brasil – basta obter um CAER (Certificado de Aeronavegabilidade Especial para RPA) para a aeronave junto à Santiago & Cintra Geotecnologias.

Os parceiros da AL DRONES André Arruda e Lucas Florêncio durante testes com o drone senseFly eBee X de asa fixa.

“A indústria de drones comerciais no Brasil tem crescido a uma taxa fenomenal – e estamos entusiasmados que o eBee X da senseFly esteja na vanguarda desses desenvolvimentos regulatórios”, disse Pierre-Alain Marchand, Gerente de Conformidade Regulatória, senseFly. “O BVLOS está se tornando uma ferramenta importante para os operadores à medida que eles começam a explorar o potencial de operações mais avançadas de drones, e estamos felizes por nossa tecnologia continuar a ajudar a definir as estruturas e a legislação do país. Aprovações históricas nos últimos anos nos mostraram que o Brasil é um dos países de destaque na comercialização de drones, então continuem de olho neste espaço!”

A autorização vem após a aprovação histórica da tecnologia de drones exclusiva da senseFly em 2017, onde o uso de drones para aplicações civis no Brasil foi legislado como parte do regulamento RBAC-E94. Os drones da senseFly se tornaram os primeiros e únicos no país com permissão para voar 400 pés (120 m) de altura com um raio de 5 km de um piloto ou observador licenciado, em vez das operações VLOS anteriores, que restringiam o uso atual de drones a 500 m de raio.

“A autorização do eBee X da senseFly para as operações BVLOS é mais um passo para a comercialização do setor”, afirma André Arruda, cofundador da AL DRONES. “Após anos de trabalho árduo coletivo e esforço de todas as partes, esta certificação apresenta uma oportunidade real para os operadores no futuro expandirem suas operações de mapeamento e obterem um retorno robusto sobre o investimento. Estamos ansiosos para ver o que isso significa para as operações BVLOS no Brasil nos próximos anos.”

O drone de asa fixa eBee X, carro-chefe da senseFly, revolucionou o setor de veículos aéreos não tripulados com sua facilidade de uso e vários sensores de última geração projetados para atender a uma ampla variedade de trabalhos de mapeamento. Com apenas 1,6 kg (3,5 lbs.), o eBee X é uma solução leve e ultraportátil, fácil de operar por uma única pessoa. Com a opção exclusiva de Extensão de Tempo de Voo, permitindo um tempo de voo de até 90 minutos e cobertura de voo único de até 500 ha a 122 m (1.236 A a 400 pés), o eBee X é um drone premium que oferece aos usuários alta precisão de RTK/PPK sob demanda para oferecer precisão absoluta de até 1,5 cm (0,6 pol.) – sem pontos de controle de solo. Essa capacidade torna o eBee X ideal para operações BVLOS, como missões de mapeamento de corredor longo para empresas de energia elétrica, ampla observação de safras na agricultura e por clientes empresariais que desejam uma frota robusta e profissional de drones.

Para saber mais, visite www.sensefly.com

Baixe o comunicado de imprensa.